Cachoeirinha inicia ano letivo de forma híbrida nas EMEFs e EJA – cachoeirinhaNEWS.net

cachoeirinhaNEWS.net

News

 Breaking News

Cachoeirinha inicia ano letivo de forma híbrida nas EMEFs e EJA

Fotos: Larissa Ribeiro/PMC

Cachoeirinha inicia ano letivo de forma híbrida nas EMEFs e EJA
fevereiro 18
19:20 2021

Medidas sanitárias e distanciamento marcaram o retorno de quem optou pela aula presencial.

EDUCAÇÃO: Cachoeirinha inicia ano letivo de forma híbrida nas EMEFs e EJA18 de Fevereiro de 2021 às 16:14 Medidas sanitárias e distanciamento marcaram o retorno de quem optou pela aula presencial

Iniciaram nesta quinta-feira, dia 18, as aulas para cerca de 13 mil estudantes das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Para que os optaram pela aula presencial, o retorno foi marcado pela presença de medidas sanitárias e pelo distanciamento social, necessários para evitar a disseminação da Covid-19.

Neste retorno, os espaços têm limite de ocupação de 50%, além de uma série de outras regras que visam à proteção da comunidade escolar. Os alunos entram e saem da escola de forma escalonada para evitar aglomeração, assim como acontece na hora da alimentação e intervalo. Em escolas com refeitórios menores, a refeição é feita na sala de aula.

O uso de máscara, álcool em gel, tapete sanitário e a medição da temperatura também estão entre as medidas obrigatórias. “Estamos agindo com muita cautela e responsabilidade para que toda a comunidade escolar esteja segura”, ressalta o prefeito Miki Breier.

As escolas também devem informar imediatamente para a Secretaria Municipal de Educação (SMED) e ao COE-E Municipal quando da presença de casos suspeitos ou confirmados O decreto que estabelece as normas para o retorno das aulas está disponível em https://cachoeirinha.atende.net/atende.php?rot=1&aca=119&ajax=t&processo=viewFile&ajaxPrevent=1612467349970&file=4AE8C97D4D99AFDE46DFB90002A4E71B6D4514C4&sistema=WPO&classe=UploadMidia

O COE Municipal (Centro de Operações de Emergência em Saúde para a Educação) realizou a vistoria das escolas e todas foram liberadas por obedecerem as condições para o retorno presencial das aulas.

Em 2020, Cachoeirinha foi uma das primeiras cidades do Estado a suspender as aulas. O decreto foi publicado no dia 16 de março. Ao logo de todo o ano, foi orientado para que as escolas se preparassem para o retorno usando o valor dos repasses da gestão para a compra dos EPIs necessários. “Todas as escolas têm os materiais necessários, assim como a Secretaria de Educação tem estoque para atender as unidades que tiverem dificuldades”, informa a secretária.

FORMA HÍBRIDA

A secretária de Educação, Rosa Lippert, lembra que o retorno se dá de forma híbrida com a opção de atividade remotas ou presenciais. “Criamos um termo de compromisso que é assinado pelo responsável optando pelo presencial ou apenas o virtual, pois entendemos que, neste momento não podemos ter uma obrigatoriedade.”

As escolas dividiram as turnas por grupos para garantir o distanciamento. Há um rodízio entre eles, permitindo que se alternem semanalmente assim como acontece com as aulas presenciais e remotas. “Todas as instruções foram repassadas em reuniões entre as direções das escolas com os pais e responsáveis”, destaca.

CONSULTA DE DESIGNAÇÕES PARA VAGAS

Quem perdeu o prazo das matrículas nas escolas municipais deve entrar em contato com a Central de Matrículas. As matrículas para escolas estaduais acontecerão de 1° a 12 de março.

As designações para 2° ao 9° ano do Ensino Fundamental podem ser consultadas no site cachoeirinha.educarweb.net.br e caso o aluno não conste na listagem, o responsável deve entrar no site educacao.rs.gov.br a partir de 28 de fevereiro.

Já o resultado das designações para 1° ano do Ensino Fundamental está disponível desde o dia 4 de fevereiro e pode ser consultado através do site cachoeirinha.educarweb.net.br. Alunos que constam na lista como “aguardando vaga” podem ligar para a Central de Matrículas para agendar atendimento. O telefone para contato é 3441-8700

CACHOEIRINHA BUSCA ANTECIPAÇÃO DA VACINA PARA PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

A secretária de Educação, Rosa Lippert, esteve em reunião com o Consórcio dos Municípios da Região Metropolitana (Granpal), buscando a antecipação da vacinação dos profissionais da Educação. A intenção é que eles passem a integrar a Fase 2, junto das pessoas com idade entre 60 e 74 anos. Prefeituras que integram o consórcio deverão procurar o Ministério da Saúde.

Atualmente, professores e servidores de escolas estão na quarta fase, ao lado de membros das forças de segurança e salvamento e de funcionários do sistema prisional. Com a antecipação da imunização de quem atua nas instituições de ensino, as prefeituras elevariam a segurança no retorno às aulas. A partir da reunião com os prefeitos, o governo do Estado atuará ao lado da Granpal nas articulações junto ao governo federal.

“Com o retorno das aulas presenciais, mesmo de forma híbrida, precisamos pensar na segurança dos nossos alunos e professores. Estamos seguindo todos os protocolos de segurança nas escolas, mas não podemos deixar de pensar na exposição que essa parte da população sofre”, ressalta a secretária.

Caso a União se mantenha irredutível e não permita a alteração na ordem de imunização, os prefeitos pensam em um plano B: solicitar ao governo do Estado que articule para que os municípios que desejarem, e tenham capacidade financeira, possam comprar as doses e vacinar seus professores.

Texto: Judy Wroblewski  e Gisele Ortolan/PMC
Fotos: Larissa Ribeiro/PMC
Edição: Vanessa Martins/PMC

Fonte: Prefeitura de Cachoeirinha

About Author

admin

admin

Liber iudicabit scribentur quo an, quo id porro labitur tractatos, sea dolorum forensibus disputando ut. Mel nibh sonet ne, laudem vidisse habemus ei sed, te stet diceret necessitatibus nam. Molestie vituperatoribus est an, an dicunt aeterno usu, cu mea admodum interesset. At etiam discere euismod has.

Related Articles

%d blogueiros gostam disto: