Estado define cogestão e Cachoeirinha seguirá regras de Bandeira Vermelha • cachoeirinhaNEWS.net

cachoeirinhaNEWS.net

News

 Breaking News

Estado define cogestão e Cachoeirinha seguirá regras de Bandeira Vermelha

Foto: Reprodução

Estado define cogestão e Cachoeirinha seguirá regras de Bandeira Vermelha
fevereiro 22
22:47 2021

Aulas são autorizadas no sistema híbrido. Período de proibição para atividades e circulação de pessoas será ampliado das 20h às 5h. Decreto será publicado nesta terça com a informações setoriais

Mesmo em Bandeira Preta, Cachoeirinha poderá seguir as determinações da Bandeira Vermelha. O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Leite no final da tarde desta segunda-feira, 22, quando foi confirmado o mapa definitivo da 42ª rodada do Distanciamento Controlado. Até esta data, a cidade adotava as regras da Bandeira Laranja pela cogestão da Região 10.

Conforme o prefeito Miki Breier, o decreto municipal contendo as determinações setoriais será publicado nesta terça-feira no Diário Oficial, seguindo as orientações do decreto estadual.

As aulas na Bandeira Vermelha, de acordo com o governo estadual, estão autorizadas no sistema híbrido, cumprindo o todos os protocolos de prevenção ao Coronavírus. O assunto foi debatido pelo prefeito Miki Breier com os prefeitos da Região Metropolitana em reunião ainda na noite desta segunda. O prefeito também se manifestou em uma live: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2796650157268490&id=100007705980275

AMPLIAÇAO DO HORÁRIO DE PROIBIÇÃO DE ATIVIDADES

Outra medida anunciada na segunda-feira pelo governo estadual para tentar conter o avanço da Covid-19 é a ampliação do horário de suspensão de atividades, que passa a iniciar às 20h, não mais às 22h, e segue até às 5h.

Devem estar fechados, sem clientes, estabelecimentos de atendimento ao público, reuniões, eventos, aglomerações e circulação de pessoas tanto em áreas internas quanto externas, em ambientes públicos ou privados.

As exceções devem ser mantidas: farmácias, hospitais e clínicas médicas, serviços funerários, serviços agropecuários, veterinários e de cuidados com animais em cativeiro, assistência social e atendimento à população vulnerável, hotéis e similares, postos de combustíveis e estabelecimentos dedicados à alimentação e hospedagem de transportadores de cargas e de passageiros, estabelecimentos que funcionem em modalidade exclusiva de tele-entrega e Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa). A suspensão geral também não atinge atividades industriais noturnas.

A vigência das novas bandeiras será de 23 de fevereiro a 1º de março. O decreto estadual deve ser publicado ainda nesta segunda, dia 22. A taxa de ocupação geral dos leitos de UTI do RS no último domingo era de 85,1%. “Certamente o agravamento da pandemia não se dá por conta de quem está trabalhando com todos os cuidados sanitários. As aglomerações estão acontecendo a cada final de semana e feriado. A conta chegou. Agora precisamos retomar medidas coletivas de mais cuidado”, Miki Breier.

AULAS SEGUEM NO SISTEMA HÍBRIDO

De acordo com a cogestão da Bandeira Vermelha, as aulas seguem de forma híbrida para todos os estudantes da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede municipal. As atividades de educação da rede privada também estão autorizadas a funcionar.

Para todos os casos, os espaços presenciais têm limite de ocupação de 50%, além de uma série de outras regras que visam à proteção da comunidade escolar. Os alunos devem entram e sair da escola de forma escalonada para evitar aglomeração, assim como acontece na hora da alimentação e intervalo. Em escolas com refeitórios menores, a refeição é feita na sala de aula.

O uso de máscara, álcool em gel, tapete sanitário e a medição da temperatura também estão entre as medidas obrigatórias. “Estamos agindo com muita cautela e responsabilidade para que toda a comunidade escolar esteja segura”, ressalta o prefeito Miki Breier.

As escolas da rede municipal também devem informar imediatamente para a Secretaria Municipal de Educação (SMED) e ao COE-E Municipal quando da presença de casos suspeitos ou confirmados O decreto que estabelece as normas para o retorno está disponível em https://cachoeirinha.atende.net/atende.php?rot=1&aca=119&ajax=t&processo=viewFile&ajaxPrevent=1612467349970&file=4AE8C97D4D99AFDE46DFB90002A4E71B6D4514C4&sistema=WPO&classe=UploadMidia

O COE Municipal (Centro de Operações de Emergência em Saúde para a Educação) realizou a vistoria das escolas e todas foram liberadas por obedecerem as condições para o retorno presencial das aulas.

Em 2020, Cachoeirinha foi uma das primeiras cidades do Estado a suspender as aulas. O decreto foi publicado no dia 16 de março. Ao logo de todo o ano, foi orientado para que as escolas se preparassem para o retorno usando o valor dos repasses da gestão para a compra dos EPIs necessários. “Todas as escolas têm os materiais necessários, assim como a Secretaria de Educação tem estoque para atender as unidades que tiverem dificuldades”, informa a secretária de Educação, Rosa Lippert. A gestora lembra que as aulas acontecem de forma híbrida com a opção de atividade remotas ou presenciais. “Criamos um termo de compromisso que é assinado pelo responsável optando pelo presencial ou apenas o virtual, pois entendemos que, neste momento não podemos ter uma obrigatoriedade.”

As escolas dividiram as turmas por grupos para garantir o distanciamento. Há um rodízio entre eles, permitindo que se alternem semanalmente assim como acontece com as aulas presenciais e remotas. “Todas as instruções foram repassadas em reuniões entre as direções das escolas com os pais e responsáveis”, destaca.

PREFEITO MIKI PEDE COLABORAÇÃO DA POPULAÇÃO

“Quero pedir serenidade. Precisamos lidar com a realidade e ela aponta que a pandemia não acabou. Por isso, todos os cuidados que já conhecemos – distanciamento, uso de máscara e higienização das mãos – continuam sendo fundamentais”, destaca o prefeito Miki Breier.

Na quinta-feira, dia 25, o prefeito volta a reunir com o governo e o Gabinete de Crise estadual irá avaliar como está a ocupação de leitos e as fiscalizações de aglomeração.

Texto: Gisele Ortolan/PMC; com informações do Governo do Estado
Foto: Reprodução

Related Articles

0 Comments

No Comments Yet!

There are no comments at the moment, do you want to add one?

Write a comment

Write a Comment

Facebook – CachoeirinhaNEWS

Calendar

março 2021
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031