GESTÃO: Cachoeirinha reduz comprometimento da receita com folha de pessoal em quase 30% – cachoeirinhaNEWS.net

cachoeirinhaNEWS.net

News

 Breaking News

GESTÃO: Cachoeirinha reduz comprometimento da receita com folha de pessoal em quase 30%

Imagem/Reprodução: google.com

GESTÃO: Cachoeirinha reduz comprometimento da receita com folha de pessoal em quase 30%
fevereiro 10
15:31 2021

Índice caiu de 77%, em 2016, para 50,47%, em 2020

Dados do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontam que, durante o último quadrimestre de 2020, houve nova redução no índice de comprometimento da receita com a folha de pagamento em Cachoeirinha.

O resultado consolida o esforço de ajuste fiscal realizado nos últimos anos no município da Região Metropolitana. Pela primeira vez em quatro anos, o índice ficou abaixo do limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 51%. Entre os meses de setembro e dezembro de 2020, 50,47% de tudo o que o município arrecadou foi aplicado em salários e encargos. “Em 2017, recebemos como herança um comprometimento de 77% da receita com a folha. Isso era muito acima do limite legal.

Quatro anos depois, alcançamos o comprometimento de 50,47%. Isso foi resultado de um grande esforço de equilíbrio financeiro. Sempre entendemos que a função primordial de uma prefeitura é servir às pessoas. O efeito prático da racionalização dos gastos é o aumento do poder de investimento, para qualificar os serviços prestados aos cidadãos”, aponta o prefeito Miki Breier. Para frear os gastos com pessoal, o município diminuiu o número de secretarias e de CCs. Além disso, foi necessário reduzir o percentual de aumento salarial decorrente de vantagens pessoais dos servidores. Antes, o reajuste era de 15% a cada três anos.

Agora, é de 6%. Também foi preciso diminuir o valor do vale-alimentação, o número de Funções Gratificadas (FGs) e modificar a forma de incorporação de FGs. “Quando se trata de folha de pagamento em setor público, por mais que empreendamos esforços, há um momento em que a redução cessa. Por isso, houve todo um aperto para conter os demais gastos e um trabalho para incrementar a receita, com atração de empresas, fiscalização para o pagamento de tributos, entre outras ações”, pontua o secretário municipal da Fazenda, Elvis Sandro Valcarenghi. Entenda: 

• A Lei de Responsabilidade Fiscal determina que os municípios não podem gastar mais de 54% da Receita com despesas de pessoal;
• Quando o índice supera os 51,30% o município atinge o chamado limite prudencial. 
• Em 2016, Cachoeirinha gastava 77% de sua arrecadação com a folha de pessoal. Após o ajuste fiscal dos últimos anos, o percentual destinado ao pagamento de salários e encargos reduziu para 50,47%.

Fonte: Prefeitura de Cachoeirinha

About Author

admin

admin

Liber iudicabit scribentur quo an, quo id porro labitur tractatos, sea dolorum forensibus disputando ut. Mel nibh sonet ne, laudem vidisse habemus ei sed, te stet diceret necessitatibus nam. Molestie vituperatoribus est an, an dicunt aeterno usu, cu mea admodum interesset. At etiam discere euismod has.

Related Articles

%d blogueiros gostam disto: