São Francisco de Paula restringe circulação de pessoas a partir de segunda-feira – cachoeirinhaNEWS.net

cachoeirinhaNEWS.net

News

 Breaking News

São Francisco de Paula restringe circulação de pessoas a partir de segunda-feira

São Francisco de Paula — Foto: Divulgação/Prefeitura de São Francisco de Paula

São Francisco de Paula restringe circulação de pessoas a partir de segunda-feira
março 14
13:05 2021

Mercados, açougues, padarias e restaurantes só podem atender por tele-entrega. Medidas mais rígidas foram adotadas devido ao aumento no número de casos ativos de coronavírus na cidade da serra.

Decreto da Prefeitura de São Francisco de Paula, na serra gaúcha, proíbe a circulação de pessoas sem comprovação de que fazem parte do grupo que pode trabalhar presencialmente a partir de segunda (15). Com 202 casos ativos e 100% dos leitos ocupados, o município ativou o gatilho de medidas mais restritivas, segundo o Executivo.

Parte das atividades econômicas foram restritas. O comércio em geral na cidade está fechado e não pode realizar tele-entrega. Mercados e açougues devem ficar com as portas fechadas e comercializar produtos somente pela tele-entrega. Bares, restaurantes e lancherias já estão fechados pela bandeira preta em vigor no estado.

Os hotéis não podem receber novos hóspedes. O Lago São Bernardo, atração turística da cidade, deverá ficar interditado.

Além da alteração no funcionamento do comércio e dos hotéis, a medida restringe outras atividades do município. Confira as regras:

Proibido

  • Comércio em geral (presencial ou tele-entrega)
  • Circulação de pessoas em espaço público sem justificativa
  • Serviço de faxineiros, babás, cozinheiros, motoristas e higiene pessoal
  • Construção civil

Atendimento presencial

  • Farmácia (restrição na venda de perfumaria)

Tele-entrega

  • Mercado
  • Açougue
  • Restaurante
  • Lancheria
  • Padaria
  • Fruteira
  • Pet-shop (alimento e medicamento)

Atendimento remoto

  • Administração municipal
  • Advocacia
  • Contabilidade

A indústria pode funcionar com 50% dos funcionários, com exceção da indústria alimentícia, que pode funcionar com 75%.

A fiscalização será reforçada na segunda-feira. Quem descumprir o decreto, pode receber multa que varia entre R$ 238 e R$ 24 mil reais.

Fonte: G1

About Author

admin

admin

Liber iudicabit scribentur quo an, quo id porro labitur tractatos, sea dolorum forensibus disputando ut. Mel nibh sonet ne, laudem vidisse habemus ei sed, te stet diceret necessitatibus nam. Molestie vituperatoribus est an, an dicunt aeterno usu, cu mea admodum interesset. At etiam discere euismod has.

Related Articles

%d blogueiros gostam disto: