UPAs e postos de saúde de Porto Alegre têm mais um dia de superlotação devido à Covid-19 – cachoeirinhaNEWS.net

cachoeirinhaNEWS.net

News

 Breaking News
  • VACINAÇÃO NESTA SEGUNDA-FEIRA, 26 🚨 ATENÇÃO: O intervalo entre primeira e segunda dose de AstraZeneca e Pfizer é de 12 semanas. 💉 ASTRAZENECA: ▪️Apenas segundas doses para quem está no prazo. 🏥Unidades: ESF Carlos...
  • VACINAÇÃO NESTA SEXTA-FEIRA, 23 ▪️ 33+ Público em geral ▪️18+ Caminhoneiros, pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, profissionais da saúde, trabalhadores da educação, grupos anteriores que não receberam nenhuma vacina e quem já está...
  • VACINAÇÃO NESTA QUARTA-FEIRA, 21 Apenas segundas doses de AstraZeneca e Coronavac para quem já está no prazo. A aplicação de primeiras doses será retomada assim que chegarem novas remessas. 🏥 Unidades: ESF Carlos Wilkens,...
  • AUXÍLIO EMERGENCIAL: Os profissionais do esporte já podem fazer seu requerimento Para os trabalhadores da Cultura, o primeiro passo será realizar seu cadastro cultural. Os documentos devem ser entregues no Shopping do Vale. A prefeitura receberá até 29/07 os requerimentos dos...
  • VACINAÇÃO NESTA SEGUNDA-FEIRA, 19 Nesta segunda-feira, 19, a vacinação está aberta para o público em geral com mais de 35 anos, população acima de 18 anos dos seguintes grupos: caminhoneiros, pessoas com comorbidades ou...

UPAs e postos de saúde de Porto Alegre têm mais um dia de superlotação devido à Covid-19

Governo do RS alerta para esgotamento da capacidade das UTIs no estado

UPAs e postos de saúde de Porto Alegre têm mais um dia de superlotação devido à Covid-19
fevereiro 26
08:52 2021

Ocupação variou entre 200% e 400% nas unidades da Capital. Com a situação agravada da doença, estado acionou último estágio do plano de prevenção ao coronavírus.

Os postos e unidades de pronto atendimento (UPAs) de Porto Alegre registraram mais um dia de superlotação devido ao aumento de casos de Covid-19.

A UPA Moacyr Scliar, na Zona Norte, fechou o dia com 241% da capacidade atingida. No Pronto Atendimento da Bom Jesus, na Zona Leste, o atendimento ultrapassou 400% do limite.

No Postão da Cruzeiro, na Zona Sul, a superlotação ficou em torno dos 208%, e no da Lomba do Pinheiro, na Zona Leste, em 333%.

A situação causa preocupação ao governo do estado, que acionou o último nível do plano emergencial contra o coronavírus, para que os hospitais cedam todos os espaços para o atendimento à Covid-19. Até a noite desta quinta (25), 91,8% dos leitos de UTI disponíveis estavam ocupados.

“É o último estágio do nosso plano de emergência. Ele suspende todos os procedimentos cirúrgicos que não forem de urgência e definem que os hospitais têm que usar todas áreas possíveis, inclusive salas de recuperação, UTIs, emergências para os atendimentos Covid, com convocação de profissionais, médicos e técnicos de enfermagem para atendimento de UTI. Com esse acréscimo e mais as medidas do distanciamento controlado definidas pelo governador, espero que a gente consiga controlar essa fase mais dura”, diz o diretor do Departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade.

Com a situação cada vez mais crítica, a médica intensivista Thaís Buttelli, do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, que está na linha de frente do enfrentamento à pandemia, desabafa.

“A gente vê filho se despedindo de mãe, mãe se despedindo de filhos, de irmãos, e alguns de fato a gente sabe que não vão sair. Essa vivência que a gente tem há um ano e meio exacerbou na última semana, nos últimos 15 dias, com as UTIs cheias de jovens com 50, 60 anos, sem comorbidades, que não conseguem acessar UTI”, lamenta

A UPA Moacyr Scliar, vinculada ao GHC, na zona Norte de Porto Alegre (RS), já atendeu mais de 25 mil pacientes da COVID-19 — Foto: MIGUEL NORONHA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

A UPA Moacyr Scliar, vinculada ao GHC, na zona Norte de Porto Alegre (RS), já atendeu mais de 25 mil pacientes da COVID-19 — Foto: MIGUEL NORONHA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Mudança na Cruzeiro é criticada

No postão da Cruzeiro, o atendimento de pessoas com Covid-19 mudou. Antes, elas eram recebidas em uma tenda e, a partir desta quinta, passou a ser no próprio saguão da unidade.

Médicos acreditam a mudança foi um erro, porque outros setores do ficaram expostos ao vírus.

“Acaba passando por outros setores, expondo funcionários e outros pacientes não Covid ao risco de contaminação”, afirma a médica pediatra Cláudia Llantada.

Segundo a médica, a mudança foi feita sem planejamento e sem consulta aos profissionais.

Fonte: G1

RECEBA NOTÍCIAS POR E-MAIL

Facebook – CachoeirinhaNEWS

Calendar

julho 2021
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
%d blogueiros gostam disto: